Viver para Contar

Apesar de editar um site e um canal aonde trato do tema sobrevivência, faz tempo que não assisto à maioria dos programas do gênero. Atualmente, tenho preferido as reprises dos Caçadores de Mitos na TV Cultura. Vez ou outra, quando estou procurando por algo diferente na TV, paro em algum canal que me chama a atenção. Foi assim que assisti a um episódio de Viver para Contar, do Discovery Channel.

Diferente de todos os programas como: À Prova de Tudo, Survivorman, Desafio em Dose Dupla, Casal Selvagem, entre outros; o programa Viver para Contar mostra como é a realidade da sobrevivência, quando a vida não segue roteiros e quando os envolvidos são pessoas comuns.

O único programa estrelado por Bear Grylls que eu havia gostado foi o intitulado Sobrevivendo com Bear Grylls, que mostra histórias reais de quem teve que passar por situações extremas junto à natureza. Viver para Contar segue o mesmo estilo, porém, com um ritmo um pouco mais lento e chato do que aquele apresentado por Grylls.

Quando assistimos a estes programas na TV a cabo e até mesmo canais relacionados no YouTube, aonde eu também me enquadro, técnicas são mostradas em ambientes controlados, fazendo parecer que é tudo muito fácil e simples, mas a realidade sempre será bem diferente e cruel.

Não ache que se você apenas assiste a programas e canais de sobrevivência você estará preparado; não seja tolo a ponto de imaginar estar imune aos desígnios da mãe natureza por andar com um kit de sobrevivência;  não seja arrogante a ponto de vislumbrar ser capaz de sobreviver sozinho em locais diferentes daquele que você está habituado, mesmo sendo um praticamente de técnicas interessantes.

A sobrevivência real é muito diferente da televisão e do YouTube, Viver para Contar lhe mostrará a face mais dura da natureza.

O episódio que assisti conta a aventura mal elaborada e cheia de erros de um grupo de amigos que se viu perdido na floresta amazônica. Segue o link da notícia:

1 comentário para “Viver para Contar

  1. 14 de setembro de 2014 at 22:35

    Você está certíssimo Gasparello.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

WP-SpamFree by Pole Position Marketing