Red Dot ou Luneta?

Tanto para instalar um red dot ou uma luneta, é necessário que sua carabina possua um trilho de fixação. As carabinas mais modernas geralmente vêm com esse trilho.

Red Dot

Falando especificamente para carabinas de pressão, um red dot (foto ao lado) é um auxílio para pequenas distâncias, entre 10 e 20 metros, afinal, estes instrumentos óticos não aumentam a precisão da arma, apenas auxiliam o atirador. Em armas com uma precisão maior em distâncias maiores, esta ferramenta ótica também é útil. No red dot, você precisa fazer a visada dentro da objetiva, onde aparecerá um pontinho vermelho. A visada fica muito fácil, sendo que o aparelho de alça e massa de mira é dispensado e somente o ajuste de um único ponto deve ser feito. Já vi alguns comentários em que pessoas falam que o red dot é muito utilizado à noite. Nesta caso, cuidado para não confundir red dot com mira laser. A mira laser, no Brasil, é um artefato de uso exclusivo militar. Neste caso, você realmente tem um laser, muito parecido com uma caneta utilizada em palestras, onde o pontinho é colocado diretamente no alvo, dispensando as lentes, e realmente é muito útil no escuro. Diferentemente do laser, um red dot necessita de uma boa iluminação, uma vez que a visada será realizada com o auxílio da objetiva. Você até pode atirar ao anoitecer ou em ambientes com pouca luz, mas se você não enxerga o alvo a olho nu, não conseguirá mirar com o auxílio de um red dot, e numa situação de escuridão total, o red dot de nada servirá. Não confunda, red dot é diferente de mira laser. Ao final do artigo você poderá conferir um vídeo com uma explicação muito simples sobre o red dot.

Luneta

As lunetas (foto ao lado) servem obviamente para aumentar o alvo, alguns modelos contam com retículo iluminado, sendo que o retículo é o desenho que aparece dentro da luneta quando fazemos a visada, podendo ser oval, em cruz, em cruz milimetrada, dentre outros. Da mesma forma que o red dot, as lunetas precisam de uma boa iluminação externa, mesmo com retículo iluminado. Raramente uso o retículo iluminado, sendo de certa forma útil no amanhecer e entardecer. Alguns modelos contam com câmaras nitrogenadas, que teoricamente não sofrem influência da umidade, evitando que as lentes fiquem embaçadas. Eu utilizo minha carabina no cerrado, ambiente geralmente muito seco, então não sei dizer a real utilidade das lentes nitrogenadas. O nitrogênio é um gás inerte, então deve realmente ter suas vantagens. Outra coisa que devemos observar numa luneta é o tamanho da objetiva. As lunetas mais baratas têm objetivas de 20mm. Não gosto destas objetivas, elas são muito pequenas, não permitem uma boa entrada de luz, então não facilitam tanto o tiro como deveriam. O problema de objetivas com mais de 30mm é que a arma fica muito pesada. Eu não me incomodo, mas pode ser um problema para algumas pessoas. Algumas lunetas possuem aumento fixo, outras apresentam um sistema do zoom. Quanto mais você aumentar o zoom, mais difícil fica a visada, o retículo irá tremer muito ante o alvo. Uma visada com aumento de 4 vezes é ótima para uns 30 ou 40 metros. Em minha opinião, dificilmente uma carabina de pressão popular irá conseguir boa precisão acima de 30 metros, mesmo que o sistema de mira seja fora de série. Então, uma luneta com aumento fixo de 4 vezes com objetiva maior de 20mm está ótimo para a maioria das armas de pressão disponíveis no Brasil. Fique atento para comprar sua luneta seguindo a legislação brasileira sobre o assunto e mantenha consigo sempre a nota fiscal. Consciente de suas obrigações e direitos você poderá evitar transtornos. Segundo o artigo 16 da Lei Federal 10.826/03, são de uso restrito: “dispositivos ópticos de pontaria com  igual ou maior que seis vezes ou diâmetro da objetiva igual ou maior que trinta e seis milímetros

Exemplos da sopa de letrinhas na hora de comprar uma luneta (também utilizarei exemplos de lunetas de uso restrito para exemplificar):

  • 4X20 = aumento de 4 vezes com objetiva de 20mm;
  • 3-7X20 = aumento regulável de 3 a 7 vezes com objetiva de 20mm;
  • 3-9X40 = aumento regulável de 3 a 9 vezes com objetiva de 40mm.

O ajuste das lunetas e red dots são muito parecidos, sendo que cada “clic” varia consideravelmente a mira, então, tenha paciência no ajuste. Geralmente, com poucos tiros você poderá ajustar facilmente seu novo sistema de mira!

Não confunda red dot com mira laser (abaixo um exemplo de mira  laser, equipamento de uso restrito):

É muito importante não encostar o rosto na luneta no momento de mirar, a forma correta é manter o olho que faz a visada ligeiramente afastado da luneta. O motivo é o recuo da arma, que poderá fazer com que a luneta atinja seu rosto causando ferimentos.

Outro ponto importante, pelo menos para quem pretende instalar um aparato destes numa arma de pressão, é ficar atento à forma como o novo aparelho de pontaria é fixado. Prefira lunetas e red dots fixados com parafusos de bom tamanho. Como o recuo das armas é geralmente forte, fixadores com parafusos do tipo allen ou estrela podem não aguentar e correr pelos trilhos após os tiros. Caso isso aconteça, experimente aumentar a área de contato entre os trilhos da carabina e do aparato ótico com uma camada de fita isolante. Utilizei este artifício colocando uma tira de fita isolante somente nos trilhos de um red dot e consegui um bom aperto.

Escolha o seu aparelho de pontaria e divirta-se!

O site Tocandira recomenda a compra de carabinas de pressão, acessórios e artigos de camping na Ventureshop. Para ver os modelos de lunetas e red dots disponíveis, acesse o link: http://www.ventureshop.com.br/lunetas-e-red-dot-s191/

Assista ao trailer do canal Tocandira e inscreva-se!

Leia também:

Tags: , , , , , , , ,

56 Responses to Red Dot ou Luneta?

  1. Enzio on 7 de setembro de 2013 at 7:16 PM

    Gostaria de contribuir um pouco com os colegas atiradores. Tem um jeito fácil de regular a mira de luneta ou red dot.
    Não esqueça de tomar todos os cuidados com a segurança pessoal, de terceiros, inclusive animais domésticos, lembrando de jamais permanecer entre a carabina municiada e o alvo.
    Com sua luneta ou red dot (chamarei de aparelho de mira para resumir os dois) devidamente instalados, remova a proteção metálica dos calibradores, os quais obedecem sentidos horário e anti-horário para regulagem da mira. O superior, geralmente quando girado em sentido horário movem a mira para baixo e vice-versa, o lateral, quando girado em sentido horário, move a mira para a direita e vice-versa também.
    Agora partimos para confecção de nosso alvo.
    Coloque várias revistas no interior de uma caixa de papelão retangular que servirão como contenção do chumbinho. Repouse esta caixa em cima de uma mesa ou cadeira a uma certa distância de onde será realizado o disparo (10 a 20 metros)e a uma altura semelhante a uma mesa que servirá de suporte para carabina. Faça em uma folha em branco o desenho de uma cruz de 10cm x 10cm com uma caneta ou pincel que permita sua visualização a olho nu a distância. Em seguida, fixe esta folha na caixa com grampeador ou cola. Posicione a carabina já municiada apontada para o alvo, (sobre uma toalha dobrada) sobre uma mesa, de modo que o gatilho e o cabo fiquem para fora, para podermos ter um bom apoio e mantermos o padrão dos disparos.
    Ao realizar a visada em seu aparelho de mira, mire no ponto de interseção da cruz. Efetue o disparo. Observe o ponto de impacto e a distância que este ficou do ponto desejado. Recarregue a carabina e faça uma nova visada através de seu aparelho de mira no centro da cruz.
    Neste momento, sem mover a carabina, calibre a mira girando os calibradores superior e inferior em direção ao PONTO DE IMPACTO DO DISPARO ANTERIOR.
    Agora faça uma nova visada movendo A CARABINA em direção ao centro da cruz e realize um novo disparo.
    Repita o procedimento até o efeito desejado.
    Espero poder ter contribuído.

  2. Renato Luz on 10 de outubro de 2013 at 1:32 AM

    muito boa e eficiente sua explicaçao, parabens

  3. Renato Luz on 10 de outubro de 2013 at 1:41 AM

    muito boa a sua explanaçao sobre lunetas….

  4. rodrigo on 20 de outubro de 2013 at 8:01 PM

    boa tarde, qual luneta posso usar em uma hatsan 125 5.5 com pistao aliviado e gas ran de 75 kg, para nao correr risco de quebra da luneta desde ja agradeco.

  5. taymes on 31 de outubro de 2013 at 6:50 PM

    parabens pelo poster, muito esclarecedor, obrigado!!!

  6. fred on 16 de abril de 2014 at 1:25 AM

    excelente sua explicação, parabens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*