Armas com Ar Pré-Carregado (PCP)

O texto abaixo foi gentilmente encaminhado por Nelson L. de Faria, autor do livro Armas de Pressão – Ciência e Técnicas de Tiro. Agradecemos pela autorização para usar seu texto. O livro poderá ser adquirido pelo email: magnumcorp@yahoo.com.br

PCP é a abreviação de Pre Charged Pneumatic. Esse sistema foi criado na Europa do século XVIII. As primeiras armas PCP da geração moderna foram produzidas pela Daystate. Fundada em 1978, essa empresa iniciou a produção de armas PCP para atirar dardos tranquilizantes, mas com o tempo surgiu a demanda para fazendeiros que queriam armas potentes para controle de pragas como ratos. O próximo passo foi atender a demanda dos praticantes de FT. Armas com esse tipo de ação são produzidas para um só tiro ou em versões para vários tiros. Muitos Atiradores não são adeptos das armas PCP, principalmente porque precisam ser pré-carregadas e necessitam kits de recarga ou reservatórios extras, embora possam ser cheias mesmo com bombas manuais – apesar desse tipo de dispositivo para recarga não ser a melhor opção devido ao esforço que exige de quem o bombeia. Contudo, ultimamente o número de adeptos às PCP tem crescido bastante no Brasil e, se o objetivo é tiro com a máxima precisão e maior facilidade de controle da arma, esse é o tipo ideal de arma de ar comprimido. Se você é adepto das PCP, mas não é muito familiarizado, ou se está iniciando no Tiro com esse tipo de arma, procure tomar os seguintes cuidados: mantenha os pontos de conexão sempre limpos. Utilize somente ar comprimido de qualidade, isento de umidade. Ao conectar a garrafa ou tanque de mergulho (scuba), abra a válvula devagar e, se utilizar uma bomba, inicie o bombeamento também devagar. Nunca exceda a pressão especificada pelo fabricante e, se isso ocorrer acidentalmente, feche a válvula da garrafa e abra o parafuso de “sangramento” para liberar o excesso de ar. Depois, libere o conector de enchimento da arma.
Atenção: A regra mais importante ao encher uma arma de PCP com ar é que nunca se deve utilizar oxigênio puro, devido ao alto risco de explosão durante o processo.
Na atmosfera, o oxigênio está presente em apenas 21%; o restante do ar que respiramos contém, basicamente, nitrogênio. Ao se misturar o oxigênio com a maioria dos tipos de óleo, a mistura se torna explosiva e, normalmente, existe óleo em certas partes da arma. Deve-se tomar cuidado também com enchimentos rápidos, porque isso pode gerar calor e levar a explosão se houver qualquer tipo de produto inflamável por perto. A graxa de silicone é o tipo recomendado para armas PCP, visto que esse é o tipo de graxa utilizada pela indústria de aparelhos de mergulho.
Cada arma tem uma pressão máxima de enchimento e também uma pressão recomendada, que é mais baixa. Evidentemente, a pressão máxima não deve ser excedida por razões de segurança.A pressão recomendada é dada como carga ideal, conhecida como “Curva de Potência Plana” e que permite um ótimo número de disparos. Algumas armas PCP funcionam um pouco mais suavemente quando carregadas com pressão abaixo daquela recomendada em seu manual. Há a perda na quantidade de disparos, mas se ganha o benefício de maior suavidade e também na curva de potência, a qual se torna mais estável enquanto dura a carga de ar comprimido.
A maior atração da ação PCP é a melhor precisão devido à inexistência de recuo. Há também a vantagem de se efetuar disparos contínuos naqueles modelos com carregadores para vários chumbinhos e a possibilidade de utilizar bipés, assim como apoiar a arma sobre objetos sólidos sem perder a precisão no tiro. As PCP também podem ter a potência regulada, mas quanto maior a potência, menor o número de tiros por carga. Essa condição não se aplica a todos os modelos mas, nos modelos que apresentam tal possibilidade de regulagem, existe uma válvula para dispensar o ar quando o gatilho é acionado ou, em alguns, existe um regulador interno. Para diminuir a pressão, abra a válvula enquanto o gatilho é pressionado. Algumas armas PCP tem sistemas ajustáveis de pressão de modo que se pode atirar 10 ou 100 vezes, por exemplo, com uma mesma carga no cilindro. Lembro que carabinas PCP reguláveis são mais caras, porém mais precisas. Os modelos multi-shot apresentam diferentes sistemas de ciclagem que podem ser por ferrolho localizado na parte de trás da culatra ou na lateral da caixa de culatra; e também alavancas laterais (side levers). Essa é uma característica importante e deve ser levada em consideração para as PCP multi-shot, pois a ação da arma é responsável por posicionar o carregador e levar o chumbinho do carregador à câmara. Outro ponto importante é o carregador, suas características e capacidade. Para essas duas características funcionarem, há outros aspectos mecânicos da arma. Além do ferrolho de ciclagem, existe a alavanca de posicionamento do carregador e também o alojamento do chumbinho. O ferrolho sempre engatilha a arma, mas ao se mover para trás, ele pode também entrar em contato com uma alavanca que posiciona o carregador para alinhar um chumbinho com a câmara. Muitas vezes o ferrolho é também responsável por empurrar o chumbinho para frente, do carregador para a câmara, na posição de disparo.Existem diferentes tipos de carregadores, dentre os quais o de municiamento por mola, o rotativo removível ou o de desenho linear. A escolha fica a critério do Atirador, assim como a posição do ferrolho. A ação por ferrolho de posição lateral é conhecida como “curso curto”. Geralmente, o sistema de ferrolho montado na parte de trás da culatra apresenta curso mais longo, enquanto que as ações de alavanca lateral são mais práticas e rápidas de operar, o que consiste na razão de serem chamadas de curso curto. Se o Atirador costuma atirar na posição deitada, seja com as mãos livres ou com auxílio de bipé, as armas com alavanca lateral são mais fáceis e mais confortáveis de disparar. Existem também algumas PCP multi-shot equipadas com alavancas laterais articuladas para engatilhar e fazer o ciclo da arma. Alguns Atiradores preferem este tipo, mas dificilmente são mais eficientes do que as de curso curto.As desvantagens das carabinas PCP são a necessidade de equipamento de recarga ou “refil” e a necessidade de lubrificar os chumbinhos. É verdade, os chumbinhos disparados por armas PCP devem ser lubrificados, uma vez que o ar é muito seco e a pressão exercida sobre a saia do chumbinho é muito alta. A lubrificação ajuda na precisão, evita chumbamento no interior do cano e previne a ferrugem que pode se formar devido ao ar frio e seco que é impelido para o cano. Outro ponto negativo é o excesso de barulho nas armas que apresentam energia acima de 27 Joules, ou seja, da classe magnum, que não são equipadas com silenciador. O sistema interno também pode apresentar defeitos sem aviso e, por isso, recomenda-se inspeção e manutenção periódica das válvulas e vedações. Alguns Atiradores também não são adeptos das PCP porque essas armas requerem equipamento de recarga e os acessórios que os acompanham.Os cilindros das armas PCP são cheios com o auxílio de compressor de ar, bomba ou tanque de mergulho. A maior parte dos Atiradores que atuam com PCP prefere os tanques de mergulho para encher os reservatórios. A grande maioria dessas armas opera com pressão em torno de 3000 psi. Essa é também a pressão típica dos tanques scuba, ou tanques de mergulho. Isso significa que, após algumas operações de enchimento com um tanque scuba, ele pode não reter mais carga para um preenchimento completo; e o número de tiros dessa última carga será reduzido. Para compensar a redução da pressão, existem reguladores que permitem utilizar a arma a uma pressão pré-estabelecida. Trata-se de um dispositivo mecânico que controla o fluxo de ar, através de uma válvula de disparo, uma câmara de disparo e um reservatório pequeno.
Outro agravante de encher o reservatório da arma com scuba é que depois de ele ser drenado a certa pressão, em torno de meio tanque, a pressão se torna muito baixa para encher o reservatório da arma e, consequentemente, inútil.Para resolver esse problema, alguns Atiradores utilizam dois tanques. Assim, um tanque é designado como tanque de baixa pressão e o outro tanque é reservado para alta pressão (3000 psi).Muito cuidado com o scuba, porque a pressão de 3000 psi é muito alta e, se ocorrer quebra da válvula do tanque, ele poderá se projetar como um míssil a velocidade muito alta e com energia suficiente para quebrar uma parede. Portanto, se utilizar tal tipo de reservatório, fique atento às inspeções periódicas da válvula e do próprio tanque quanto à ferrugem e corrosão.
Embora façam sucesso entre os praticantes de Field Target, as armas PCP estão longe de ser populares. A necessidade de acessórios para recarga e o alto custo de aquisição acabam por desmotivar a grande maioria. Existem armas PCP que produzem energia de 50 a 100 Joules nos calibre .22 e .25; e até modelos que produzem mais do que isso, como o 9 mm career model que é comercializado nos EUA. No Brasil, o calibre máximo permitido é 6 mm e, assim, o maior calibre comercializado é o .22 (5,5mm).
A propósito, SCUBA significa Self Contained Underwater Breathing Apparatus. Em português: Aparelho Auto Contido para Respiração sob a Água.

Assista ao trailer do canal Tocandira e inscreva-se!

http://www.youtube.com/watch?v=eC2Qc7uketc

 

Leia também:

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

3 Responses to Armas com Ar Pré-Carregado (PCP)

  1. Igor Mascarenhas on 4 de abril de 2012 at 5:07 PM

    Sempre vejo artigos deste livro e acho que entrará na minha lista de livros em breve.
    Após terminar de tunar minha CBC F22 minha próxima aquisição será uma PCP pena que existe poucas opções no brasil e para importar é complicado

  2. bruno martins on 24 de setembro de 2012 at 3:20 PM

    assim como o amigo igor mascarenhas , eu tb possuo uma cbc nitrox 1000 5.5 ja esta toda tunada http://www.youtube.com/watch?v=xQrmEASOGx0

    e agora estou me empongando para adquirir uma pcp . porque o que me atrai em uma pcp e sem duvida a precisao pois nao apresenta recuo.

    pra quem ja atirou com uma cbc nitrox sabe do que estou falando, o tranco dela e muito forte , e por mas que eu me esforce e dificil ter agrupamentos bons.
    valeu pessoal.

  3. Hudson Sá on 22 de abril de 2013 at 5:01 PM

    Boa tarde
    Estou na dúvida entre qual tipo de carabina comprar, PCP, MOLA ou CO2?

    ADSUMUS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*