Relato de um náufrago

Relato-de-Um-Naufrago-resenha

Ultimamente não tenho dado sorte em minha busca por livros de sobrevivência. Escrito por Gabriel Garcia Marquez, este livro conta a suposta história real de um acidente no mar do Caribe, em 1955, aonde uma forte onda fez com que alguns tripulantes de um destróier caíssem no mar. Luís Alexandre Velasco, único sobrevivente, virou herói na Colômbia em período de ditadura militar, ganhou uma boa grana como garoto propaganda e vendendo suas histórias para jornais e revistas. De fato, ele não havia contado a verdade, porque o destróier levava carga contrabandeada, principalmente de eletrodomésticos, sendo que esta parte ficou de fora de seus relatos, até que procurou o jornal El Espectador para contar a verdade. Realmente tive dificuldades em saber se Velasco contou toda a história corretamente, por isso iniciei o texto dizendo que esta é uma suposta história de sobrevivência real. Segundo o autor, ele tentou pegar as contradições em longas entrevistas, até que a história do livro veio à tona. Se não quiser saber nada do livro, pare por aqui, não vou contar muito, porque não há muito para contar. Assistindo Largados e Pelados, percebemos o quanto o ser humano consegue resistir sem comida, mas ele ficou muitos dias sem água, e vez ou outra dizendo que bebeu água do mar. Pode ser que realmente ele tenha sobrevivido debaixo de sol forte sem beber água doce, mas a história, desse ponto de vista, não me parece crível. De qualquer forma, o livro não é muito empolgante. Relatar 10 dias dentro de uma balsa sem fazer nada deve ter sido um desafio para Gabriel Garcia Marquez, tanto que este é um dos seus livros menos lidos. O livro não chega a ser chato, mas também não anima o leitor.

Clique aqui para comprar este livro na Amazon!

Para livros realmente legais de sobrevivência real, recomendo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

WP-SpamFree by Pole Position Marketing