Rede improvisada com lona plástica

Improvisar uma rede é muito simples. Certa vez pensei em um nó simples para ver se funcionaria. Usei um pedaço de tecido de poliamida e uma corda de polipropileno comum. Com o nó de escota fiz uma rede muito simples. Pode ser que alguém já tenha feito antes, afinal, o conhecimento de nós é universal e improvisar uma rede não é um bicho-de-sete-cabeças.

Há algum tempo queria improvisar uma rede com uma lona plástica e paracord. São dois equipamentos muitos lisos aonde o nó de escota não funcionou. Pensando um pouco, apliquei o princípio do nó de forca, ou falcaça, para que a corda não escorregasse. Funcionou muito bem! Aliás, o nó de forca é muito interessante, já utilizei o próprio nó ou o princípio de sua construção para executar várias tarefas.

No vídeo que segue uso dois segmentos de paracord, então, já começo a construção da rede com o paracord amarrado na árvore e só depois o amarro na lona. Se você tiver quatro segmentos é até melhor, porque poderá produzir primeiro a rede e depois amarrá-la na árvore com seu nó predileto, podendo até guardar sua rede para utilizá-la em outras oportunidades. Você também pode usar a técnica para produzir uma rede de uso diário com um tecido de sua escolha, sugiro o poliéster ou poliamida, tecidos leves e resistentes. Já fiz a minha e estou bem contente, pagando preços irrisórios de comparado às redes comerciais de aventura.

Leia também:

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

WP-SpamFree by Pole Position Marketing