O Jardim Botânico de Brasília

Fui fazer uma visitinha rápida ao Jardim Botânico de Brasília. Se você chegar antes das 9 horas da manhã, a entrada é franca, mas você precisa deixar o carro estacionado na entrada do parque. Após as 9, existe um custo simbólico de R$2,00 por pessoa (valores de janeiro de 2015). Após este horário, você pode estacionar no Centro de Visitantes, perto das principais atrações. O local não abre às segundas-feiras.

O estacionamento externo do Jardim Botânico.

Carcará fotografado no estacionamento interno

Orientação no Centro de Visitantes

Para quem deixa o carro no estacionamento externo e segue a pé, deverá passar pela entrada da Trilha Mather, aonde poderá conhecer algumas fitofisionomias do Cerrado. Seguindo pelo asfalto, chegará ao Centro de Visitantes, com banheiros, estacionamentos e áreas de lazer. Existe a competição por espaço entre pedestres e automóveis, sendo mais seguro optar por caminhar nesta trilha somente no horário que o Jardim Botânico estiver com a entrada franca. Apesar disso, é um trecho agradável, com muitas plantas identificadas pelo caminho, algo muito bacana para quem gosta de conhecer as plantas do Cerrado.

Casa de pau-a-pique na parte de permacultura

O Centro de Visitantes é o local aonde você estaciona o carro e tem acesso a várias atrações, como o Jardim Japonês e a Casa de Permacultura. Mesmo que o custo da entrada seja simbólico, as atrações do local não estavam bem conservadas. Tenho como base comparativa o Jardim Botânico de Curitiba, com entrada franca e uma conservação muito boa. Outro local de Curitiba muito bonito é a Praça do Japão. A praça curitibana é muito mais bonita que o Jardim Japonês. Não precisamos ir tão longe no Distrito Federal para comparar, o Parque Nacional de Brasília, de entrada mais cara, é muito melhor conservado e com sinalização impecável.

O Jardim Japonês, com pouco para ver.

De toda forma, fui ao local com pouco interesse nas atrações convencionais. O que me chama mais a atenção são os 4.000 hectares de Cerrado. Não tinha muito tempo, mas a ideia era percorrer a Trilha Ecológica, de 3,5km de extensão. Como eu estava no Jardim Japonês, caminhei um pouco por ali, encontrado o que me pareceu ser a entrada da Trilha Ecológica, pelo menos havia uma placa que indicava isso.

É a entrada ou a saída da Trilha Ecológica?

Depois de uma caminhada não muito longa, me deparei com um ponto de descanso, aonde pude perceber que comecei a trilha de trás para frente. O pior era que o local tinha uma bifurcação, não indicando por onde seguir. Me aventurei por uma das trilhas que acabou em uma estrada de terra, em um pinheiral, novamente, sem nenhuma indicação por onde prosseguir. Retornei e segui a outra trilha, que acabou, ao que parece, na mesma estrada, porém em um trecho diferente. Como não haviam placas e eu não tinha ideia da distância que deveria percorrer, resolvi retornar para o Centro de Visitantes para refazer esta caminhada com mais tempo disponível e, quem sabe, começando pelo lado correto!

Local para descanso na Trilha Ecológica.

Um trecho de caminhada bem no meio de Cerrado Típico.

Placa fotografada em um ponto que eu não sabia se estava na Trilha Ecológica ou na Trilha da Fauna, ou se as duas trilhas se encontravam. No local há um bifurcação não sinalizada.

Parte da sinalização existente não é bem conservada.

Ave fotografada no final do passeio.

Por mais que o parque não seja tão bem sinalizado e cuidado, é certo que os amantes da natureza têm no Jardim Botânico em excelente local de passeio e observação. Só no trecho que fiz da Trilha da Fauna, eu poderia ficar horas ali, aprendendo sobre plantas, esperando por aves e outros animais para fotografar. É um local que pretendo voltar várias vezes e percorrer todas as trilhas e estradas disponíveis.

Da próxima vez, vou munido com uma pequena mochila contendo água, um lanche e protetor solar.

Conheça também:

1 comentário para “O Jardim Botânico de Brasília

  1. HALLAN
    2 de fevereiro de 2015 at 13:57

    MARAVILHOSO. SEMPRE BOM ESTE REENCONTRO COM A MÃE NATUREZA. VALEU TOCANDIRA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

WP-SpamFree by Pole Position Marketing