O Fugitivo

Muitos programas de sobrevivência apareceram nos últimos anos: Survivorman, À Prova de Tudo, Desafio em Dose Dupla, Casal Selvagem, Pelados e Largados, Nu e Abandonado, entre outros. Todos exploram basicamente as mesmas técnicas com um pano de fundo ligeiramente diferente.

Fiquei surpreso quando assisti na Discovery um programa de apresentação do que seria a nova série intitulada O Fugitivo. O ex-SEAL Joel Lambert tem como objetivo fugir das forças especiais de alguns países. Tive a oportunidade de assistir ao primeiro episódio aonde Joel Lambert, na selva do Panamá, tenta escapar de um grupo especializado em rastrear e prender traficantes.

O programa comenta algo de sobrevivência, mas o objetivo é mostrar técnicas de fuga e, ao mesmo tempo, as técnicas de rastreamento utilizadas. Diante o grupo especializado do Panamá, cujo nome não me recordo, pouco ou nada adiantaria as técnicas de camuflagem. Se Joel ficasse parado tentando não ser percebido, provavelmente seria encontrado facilmente pelo grupo. Os rastreadores experientes ficam no encalço de Joel o tempo todo, prestando atenção na vegetação quebrada, pingos de sangue, pegadas, entre outras técnicas. Se armas pudessem ser utilizadas, talvez o final do episódio fosse diferente, mas não vou contar todo o desenrolar e nem como termina!

Para quem participa de grupos de busca na selva, o programa pode ensinar algumas técnicas de rastreamento, para quem apenas gosta de um entretenimento original, vale muito a pena programar-se para assistir!

Diferente de tudo o que apareceu nos últimos anos, O Fugitivo comprova que ainda há temas interessantes para explorar na TV a cabo!

Leia também:

8 comentários para “O Fugitivo

  1. Carlos Frederico Barbosa de Almeida
    6 de março de 2014 at 14:51

    Gasparello, bom dia!
    Eu também gostei do programa!O Episódio do Panamá foi o terceiro mostrado.Grupo de Operações Especiais do Panamá chama-se SENAFRONT.
    Os dois programas anteriores foram filmados na África, onde Joel tinha que se infiltrar em uma reserva ecológica protegida pelo melhor grupo Anti caça e rastreamento do continente Africano (com um rastreadores com mais de 30 anos de experiência) liderado por ex-membros da SAS Britânica e escapar. Ele conseguiu. Os caras eram capazes de rastrear pelo cheiro e pelo tato.
    O segundo episódio foi filmado na Polônia, cujo grupo de proteção de fronteira é considerado o melhor da Europa e um dos melhores do mundo, por combinar recursos humanos, cavalaria, carros, motos, e cães.
    O melhor cão (Pastor Alemão) deles foi usado, sendo o diferencial na caçada. Mesmo assim Joel deu um olé neles ao tirar seu “shemag” suado e amarrá-lo em ouro cão encontrado em uma fazenda. O Pastor Alemão ficou doido e seguiu outro cão por milhas, dando a Joel muita vantagem, Os soldados ficaram putos..ris
    Mas no final, na hora de sua extração na ponte fronteiriça, eles conseguiram capturá-lo.
    Joel se ajoelhou com as mãos na cabeça e rendeu-se.Depois levantou-se e bateu continência e parabenizou a Todos.
    Muito Legal!
    Ps.: Se o Grupo do Panamá tivesse um cão farejador ia ficar bem mais fácil.
    Abraço!

    • José Luciano Gasparello Filho
      6 de março de 2014 at 16:52

      Carlos,

      Fiquei com mais vontade ainda de ver os outros episódios! Quando assisti o do Panamá, senti falta de um cão farejador! Obrigado pelos comentários!

      Gasparello

    • Roni
      29 de outubro de 2015 at 01:13

      Gostei do programa achei bem interessante segura vc na frente da tv até o final para saber se ele vai conseguir escapar o apresentador é um seal da marinha dos EUA tem um treinamento bem forte e intenso sobre técnicas de camuflagem e rastreamento mas fiquei pensando será que talvez se ele fosse capiturado em todos os episódios a discovery mostraria ou ficaria com receio de denegrir a imagem da marinha de seu país

      • Roni
        29 de outubro de 2015 at 22:45

        Quero saber se a série sozinhos na selva vai ter nova temporada e o que vc achou dela?

  2. Carlos Frederico Barbosa de Almeida
    6 de março de 2014 at 19:47

    Como eu disse, faltou um cão farejador no Grupo do Panamá. No final do programa dava para ver a frustração nos rostos do Capitão “La Garcia” e do “Rastreador Félix”, heróis nacionais, sendo responsáveis pela apreensão de mais de 5 toneladas de cocaína e traficantes.
    Uma das coisas mais legais é que Joel é um Ex-SEAL com todo treinamento militar, etc.. Mas os cameraman não, e ele se preocupa e explica aos mesmos cada passo que ele vai dar, como fazer e o porquê?
    Ele mesmo teve que treiná-los por alguns meses para acompanhá-lo.
    Dá outra dimensão de realismo.
    Você vai gostar.

  3. Carlos Frederico Barbosa de Almeida
    6 de março de 2014 at 19:51

    Retificando: “Capitão La Gracia”.

  4. Igor
    19 de dezembro de 2014 at 03:50

    Tem algum site que eu consiga ver a todas essas series online ? A prova de tudo, ed stanford e o fugitivo ??

  5. diogo
    30 de agosto de 2015 at 17:17

    podia fazer um episodio no brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

WP-SpamFree by Pole Position Marketing