Multiferramentas Victorinox

Texto de Eduardo Manzano

Até hoje, a Victorinox só lançou dois modelos de multiferramentas com o formato de alicate: o SwissTool e, depois, o SwissTool Spirit, uma versão um pouco mais leve e compacta. Com algumas pequenas variações de configurações, são ótimas ferramentas com precisão e acabamento impecáveis. Foram sonho de consumo meu durante muito tempo, agora já realizado. Ambos os modelos possuem serra para madeira, punção, abridor de garrafas com chave de fenda, formão, lâmina, serra para metal com lima, abridor de latas com chave de fenda, chave philips e tesoura, podendo incluir nas configurações mais completas (plus) chave porta bits e saca rolhas. Apesar de a americana Leatherman ser mais citada nessa categoria e possuir uma variedade bem maior de modelos, a prática me mostrou que os Victorinox são bem mais resistentes à oxidação, aliás nunca vi um Victorinox enferrujar, mesmo dos amigos mais descuidados. Considero o multitool um item obrigatório de EDC, portanto fica a recomendação para quem quer fazer um investimento um pouco maior (no Brasil em média R$400,00).

Swistool Plus

SwissTool Spirit Plus

Eduardo Manzano é: profissional de manutenção (eletricista); apaixonado por ferramentas manuais; colecionador de facas e canivetes clássicos e táticos; admirador de técnicas de sobrevivência e bushcraft.

Leia também:

  • EDC (Every Day Carry);
  • Um exemplo para kit de sobrevivência;
  • Kit de primeiros socorros;
  • Kit de cuidados pessoais;
  • 13 comentários para “Multiferramentas Victorinox

    1. MackBollan
      13 de março de 2013 at 22:36

      Mais um belo artigo meu amigo…
      Realmente os multitools da Victorinox são show de bola..
      Nota-se um acabamento perfeito…

      Abraços
      MackBollan

    2. Eduardo Manzano
      14 de março de 2013 at 00:06

      obrigado por comentar Mack. Abraço

    3. Otávio Solano Ferreira
      14 de março de 2013 at 00:33

      Eduardo, concordo contigo. Tenho um swisstool e um charge tti da leatherman. Ambos são muito bons, mas o victorinox consegue ser ainda melhor. Está em uma categoria a parte. Ele ainda parece novo, mesmo depois de tanto tempo.

    4. 14 de março de 2013 at 04:29

      Eduardo,
      mais um artigo. Muito bom, cara. Você já sabe que sou mais fã da Leatherman, combina mais comigo, do estilo bruto, rústico e sistemático. Mas ainda assim sei apreciar um produto de qualidade, como a Victorinox nos oferece, sempre mais refinados.

      aBRaço

    5. Eduardo Manzano
      15 de março de 2013 at 03:07

      Otávio e BRTactical, obrigado pelos comentários. Não dá pra dizer quem é melhor, Leatherman ou Victorinox… eu tenho e gosto de ambos, cada um tem suas qualidades e pontos a melhorar

    6. Delta Fox
      16 de março de 2013 at 13:21

      Grande Manzano, eu ainda não tenho um SwissToll, mas pretendo comprar um dia…

      Eu certamente escolheria um “spirit” pois, assim como o MacGyver, gosto dos modelos mais leves e compactos…

      Abraço!

    7. Eduardo Manzano
      18 de março de 2013 at 18:16

      …MacGyver sabe o que faz, usava VICTORINOX também. Valeu

    8. 18 de março de 2013 at 20:17

      Lindo lindo lindo! Tá pra chegar um leatherman, mas esse deu show também. Parabéns aí!

    9. Marcos
      22 de março de 2013 at 13:33

      Victorinox, não precisa dizer mais nada, altamente confiável e uma ferramenta para vida inteira

    10. Cristino Filho
      11 de abril de 2013 at 14:44

      Tenho um Swiss Champ 33, desde 94, ano passado ele completou 18 aninhos, maioridade, ao menos uma vez por dia eu o tiro do bolso para usá-lo, seja em meu benefício ou de alguém, todas as pessoas próximas a mim já sabem que saio sem a carteira mas não sem ele e recorrem a mim para ajudar nas mais variadas tarefas. Ano que vem quando ele completa 20 anos pretendo aposentá-lo, afinal que trabalha em situação extremada tem seu tempo de aposentadoria abreviado…hehehe
      Na verdade pretendo aposentá-lo porque cheguei a um ponto em que começo a ter medo de perdê-lo, pois nunca o entreguei a ninguém, ele carrega algumas marcas do tempo, mas nada que dimimua seu charme ou utilidade. E pretendo deixá-lo como legado, assim, ainda funcionando muito bem e em condições de uso, hoje não é mais uma ferramenta, é uma testemunha da minha história de vida, um companheiro fiel…

    11. Eduardo Manzano
      12 de abril de 2013 at 20:39

      Cristino, que historia bacana! O meu mais antigo e um classic de onze anos. Obrigado por compartilhar

    12. Hoilton
      18 de julho de 2013 at 22:03

      Olá amigos,
      Queria saber com vocês como faço para identificar um canivete victorinox dentro os falsos e também queria saber onde encontro um site que com segurança posso comprar um autentico canivete suiço.
      Desde ja, muito obrigado.

      • Rafael
        20 de janeiro de 2016 at 00:00

        A vitorinox tem um estralo no fexa

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    WP-SpamFree by Pole Position Marketing