Lampião a querosene Kala

Há muito tempo eu queria incluir um lampião à moda antiga em meus apetrechos de camping. Meu pai ainda tem os lampiões utilizados antigamente pela família, mas os mantém como objetos de decoração. Me restou procurar um para comprar. A preguiça imperava, até que um dia fui obrigado a estacionar meu carro em frente à uma loja de produtos agropecuários. Visitei a loja e encontrei facilmente o lampião a querosene da marca Kala.

De fabricação chinesa, ele se prestará muito bem a iluminar meus divertimentos mateiros noturos. Não é um equipamento prático nem muito seguro se comparado aos modernos lampiões que se utilizam de cartuchos de gás para funcionar, mas tenho certeza que o clima retrô de meu acampamento já está garantido!

 

23 comentários para “Lampião a querosene Kala

  1. Paulo Gomez
    16 de outubro de 2012 at 09:27

    Também curto o clima retrô, já procurei desses lampiões aí, mas ainda não achei. São bem legais mesmo. xddd

  2. Gasparello
    16 de outubro de 2012 at 12:16

    Achei em uma loja de produtos agropecuários. Em lojas de produtos esportivos dificilmente você irá encontrar algo parecido.

  3. Guilherme
    16 de outubro de 2012 at 12:29

    Eu tenho um desses e depois de usar por um acamp aposentei ele, agora é usado somente para decoração, não sei se isso vai acaotecer com o seu mas além do cheiro muito forte do próprio querosene e da fumaça dele em algumas horas de uso o vidro dele ficou bem escuro o a luminozidade ficou muito baixa, mais fraca do que uma vela, meu objetivo era tentar algum outro combustível e ver se sai menos fumaça preta, mas me desanima ter que limpar o querosene, é muito fedido.

    Mas Gasparello faz o teste e posta pra gente como se saiu o seu, se não me engano o meu é igual a este.
    já ia esquecendo, toma cuidado com a tampa do reservatório de combustível, o meu não vedava direito e quando se inclinava ele derramava querosene, resolvi colocando um plastico antes de enroscar a tampa.

    Grande abraço e parabéns pelos artigos, estão cada dia mais legais.

    • Clóvis Bariccelli
      19 de dezembro de 2015 at 06:20

      Quando ascender o lampião vc aumenta a chama até começar sair foligem preta, ai você diminui a chama até parar de sair foligem que não escurece

  4. Gasparello
    16 de outubro de 2012 at 15:16

    Olá Guilherme,

    Já estou preparado para a baixa luminosidade quando o vidro ficar escurecido pela fuligem. Certamente vou usar a dica de vedar a tampa do reservatório para evitar derramar o combustível!

    Abraço

  5. Rogério Costa
    16 de outubro de 2012 at 19:22

    O resto de óleo de fritura de casa dá pra ser utilizado como combustível….. valeu…não vai ter aquele cheiro de querosene só o de pastel frito kkkkk ou frango a passarinho……

  6. José Luciano Gasparello Filho
    16 de outubro de 2012 at 19:27

    Rogério,

    Não tenho certeza que óleo de cozinha possa produzir uma boa luminosidade, uma vez que as lamparinas não costumam clarear muito o ambiente.

    Guilherme,

    Meu pai leu o artigo e fez alguns comentários, que seguem:

    “(…) o segredo pro funcionamento correto do lampião a querosene é a altura do pavio, não adianta deixar o pavio muito comprido, esse tipo de lampião não ilumina mais ou menos, é só uma chama, que você vai perceber logo. Se o pavio fica muito comprido produz fuligem, uma chama muito amarelada, típica de queima com pouco oxigênio (lembre das aulas de quimica – oxidação – redução). Quando está produzindo fumaça na ponta da chama é sinal que vai fazer muita fuligem, então vá reduzindo gradativamente o pavio até chegar no ponto ideal, vc vai ver que além de não sujar o vidro, o cheiro do querosene será quase imperceptível, pois o cheiro é proveniente da queima incompleta do combustivel, capisce???
    Treine um pouco a regulagem da altura do pavio com a lanterna seca, pra ver como se comporta, porque é uma lanterna rústica, óbvio, assim vc pega a mão e não vai deixar o pavio cair dentro do reservatorio de querosene.”

    As palavras acima, entre aspas, são do Gasparello pai!

  7. Augusto
    17 de outubro de 2012 at 03:43

    Legal Gasparello,

    Acho que além de muito útil, dá um toque especial ao acampamento o lampião. Esse tipo de equipamento se acha mais fácil em armazéns mais antigos ou agropecuárias como vc disse…

    valeu.

  8. Guilherme
    18 de outubro de 2012 at 13:37

    Opa!! valeu mesmo pela dica!! vou tentar mais uma vez com o querosene, com certeza foi isso mesmo que aconteceu comigo… pq a fumaça fedia muito, sinal da queima incompleta. Vou tomar coragem de dar uma boa limpada nele e tentar novamente.

    Valeu mesmo pela dica, quando vc testar o seu faz um post pra gente ver como foi, espero que dê certo.
    Grande Abraço.

  9. Cristiano Nogueira
    23 de outubro de 2012 at 15:04

    Uso muito um lampião desses em casa quando falta energia. Ele é feioso, catingoso, pesadinho e às vezes ilumina mal, mas é extremamente prático. Pode ser alimentado com qualquer óleo que esteja à mão, como querosene, diesel, óleo de cozinha usado…
    Mesmo tendo um lampião de gás, o a óleo, para mim, é um companheiro insuperável.
    Está de parabéns!

  10. johnson
    9 de fevereiro de 2013 at 23:12

    Ola eu adoro lampiao,comecei com um ja estou com7 e nao pretendo parar por ai ha como eu gostooooooooo.

  11. johnson
    9 de fevereiro de 2013 at 23:21

    Ola galera uns dos meus lampioes na verdade tem uma luz bem forte? Quando acendo o cara doi ate os olhos o cara edge mesmo.

  12. Eduardo
    30 de abril de 2013 at 22:30

    Ola amigo estou prestes a compra 2 desses lapioes , porem tive uma duvida pois existe 3 tamanhos , pequeno , médio e grande.1° o tamanho dele influencia na luminosidade?2° o seu é de que tamanho?

    • José Luciano Gasparello Filho
      2 de maio de 2013 at 10:29

      Nunca comparei para saber. Não gosto de lampiões grandes para não tomar muito espaço na tralha de acampamento.

  13. Marcos Talina
    26 de maio de 2013 at 00:44

    Realmente o cheiro do querosene e a luminosidade para alguns pode não agradar, mas que é muito bacana é, tenho um no sítio e me amarro.
    Sucesso

  14. Marcos Talina
    26 de maio de 2013 at 00:47

    Gasparello poderíamos substituir o querosene pelo álcool???

    Obrigado.

  15. Gustavo Machado Lage
    16 de junho de 2013 at 01:38

    Amigos, me ajudem por favor. Comprei um lampião a querosene e não sei como abrir a tampa do reservatório para colocar querosene. Agradeço antecipadamente a resposta de quem puder me responder…

  16. Sebastião Paschoal Patrão
    16 de setembro de 2013 at 03:29

    Usar lampião a querosene é muito legal pois voltamos ao passado . Só que se for usar quando estiver pescando muito cuidado pois se ficar cheiro de querosene na mão e pegar na isca adeus peixe .

    Paschoal

  17. Vinicius
    28 de setembro de 2013 at 03:18

    Comprei um lampião desses e fiz uso de parafina líquida com essência de citronela; além de ter um cheiro mais agradável, na minha opinião suja menos o vidro e ainda ajuda a espantar insetos.
    Na minha parca experiência é mais fácil guardar e transportar a parafina líquida; se quiser pode comprar a parafina sem a essência ou colocar misturada a essência que achar melhor.
    Só tome muito cuidado com o vidro e tenha pavio de algodão de reserva.

  18. Rafael Volkert Goulart
    6 de outubro de 2013 at 01:09

    Sempre usei um modelo grande, mas a pouco tempo adquiri um modelo pequeno, para economizar espaço na tralha, e para minha surpresa, a luminosidade continua a mesma, porem o vidro suja com maior facilidade por estar mais perto da chama e com o reservatório menor, preciso reabastece-lo mais cedo.

  19. Edayr
    6 de novembro de 2014 at 20:50

    Possuo um desses, e sempre lidei com lamparinas e lampiões a óleo e querosene (pode ser usado ambos neles).

    O segredo como disse o Gasparello pai, é manter o pavio baixo, eu por uma conveniência utilizo óleo de citronela e querosene na proporção 2/1 (duas partes de óleo de citronela para um parte de querosene) assim além da boa iluminação evito os insetos também.

    Uso em minhas lamparinas óleos de essências que podemos encontrar em mercados e lojas exotéricas para aromaterapia ajudam a perfumar (quando apagadas).

  20. Sr Cido
    19 de dezembro de 2015 at 06:30

    E as vezes eu ligo o lampião la na casa na roça e fico deitado na rede olhando o lampião queimar, cada um com seu barato, alguns usam substâncias ilícitas e eu gosto de olhar o lampião queimando.

  21. Leandro
    30 de agosto de 2016 at 16:39

    Gente eu vi que em alguns comentários as pessoas não encontram pra comprar, vou dar uma dica, comprei dois a menos de um mês atrás pelo mercado livre, é só colocar lampião de querosene que já vai aparecer. Eu também tive problema com o meu devido a fuligem e o escurecimento do vidro, no momento eu achei que fosse pelo fato de eu ter colocado junto com o querosene um pouco de citronela, mas quando conversei com meu pai sua grande sabedoria também me explicou que foi a quantidade do paviu que eu deixei pra fora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

WP-SpamFree by Pole Position Marketing