Instruções para armas de pressão PCP

Mais um texto cedido gentilmente pelo Nelson L. de Faria.

Instruções para armas PCP:

  1. Mantenha os pontos de conexão sempre limpos.

  2. Utilize somente ar comprimido de qualidade, isento de umidade.

  3. Ao conectar a garrafa ou tanque de mergulho (scuba), abra a válvula devagar e, se utilizar bomba manual, inicie o bombeamento também devagar.

  4. Nunca exceda a pressão especificada pelo fabricante e, se isso ocorrer acidentalmente, feche a válvula da garrafa e abra o parafuso de “sangramento” para liberar o excesso de ar. Depois, libere o conector de enchimento da arma.

Atenção: A regra mais importante ao encher uma arma de PCP com ar é que nunca se deve utilizar oxigênio puro, devido ao alto risco de explosão durante o processo.  Na atmosfera, o oxigênio está presente em apenas 21%; o restante do ar que respiramos contém, basicamente, nitrogênio. Ao se misturar o oxigênio com a maioria dos tipos de óleo, a mistura se torna explosiva e, normalmente, existe óleo em certas partes da arma.

Deve-se tomar cuidado também com enchimentos rápidos, porque isso pode gerar calor e levar a explosão se houver qualquer tipo de produto inflamável por perto. A graxa de silicone é o tipo recomendado para armas PCP, visto que esse é o tipo de graxa utilizada pela indústria de aparelhos de mergulho.

Cada arma tem uma pressão máxima de enchimento e também uma pressão recomendada, que é mais baixa. Evidentemente, a pressão máxima não deve ser excedida por razões de segurança.

A pressão recomendada é dada como carga ideal, conhecida como “Curva de Potência Plana” (para armas que não tem regulagem de potência), também conhecida como ‘ponto doce’ e que permite um ótimo número de disparos com menor variação de velocidade entre eles.

Algumas armas PCP funcionam um pouco mais suavemente quando carregadas com pressão abaixo daquela recomendada em seu manual. Há a perda na quantidade de disparos, mas se ganha o benefício de maior suavidade e também na curva de potência, a qual se torna mais estável enquanto dura a carga de ar comprimido.

Abaixo segue um gráfico com a curva de potência e que demonstra que sobrecarregar o reservatório não implica em ganho de velocidade, pois, ao utilizar pressão excessiva, a válvula não abre totalmente e se fecha muito rápido, impedindo a passagem do volume ideal de ar.

Nota: Para obter a pressão em Bar, divida os valores em psi por 14,2.

Nelson L. De Faria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

WP-SpamFree by Pole Position Marketing