Informações básicas sobre o uso de GPS

Olá pessoal,

Já tem um tempinho que comprei um GPS para me dar segurança em algumas caminhadas. Demorei bastante para escolher o modelo e acabei optando pelo Garmin eTrex 30.  Existem modelos para todos os bolsos, no meu caso conversei com algumas pessoas e assisti a vídeos comparativos. O Garmin eTrex 30 foi o modelo que mais achei adequado, com preço um pouco salgado, mas resolvi comprar um bom modelo para não ter que trocar de GPS futuramente. O eTrex 10 e o eTrex 20 atendem bem também para caminhadas e recreação, mas o eTrex 30 supostamente possui alguns reparos de bugs presentes em modelos anteriores (detalhe que não pude confirmar). O aparelho também possui mais memória que seus irmãos 10 e 20. Todos os modelos eTrex usam dois sistemas de satélites e são resistentes à poeira e a água, o que os torna adequados para atividades outdoor. O meu aparelho não veio com mapas detalhados, que devem ser comprados separadamente, vou usá-lo somente para marcar o trajeto de ida-e-volta, e quem sabe, com um pouco mais de paciência, aprendo a colocar trajetos (track logs) de outras pessoas. Mais para frente no texto comento um pouco mais sobre isso – mas não muito.

Eu me bati um pouco para aprender a usar, uma vez que o manual só mostra o uso dos botões e menus, não mostrando exatamente tudo que o aparelhinho pode fazer. Depois de alguma dificuldade consegui traçar um percurso no meio do Cerrado típico (com vegetação baixa) e retornei ao ponto de partida. Obviamente testei antes em local aberto, mas o que importa é que o aparelho fez exatamente o que eu esperava dele. Fiquei tanto tempo sem usar o GPS que ao precisar do aparelho de novo, esqueci completamente o que tinha que fazer para marcar o caminho. Então pedi ajuda pelo Facebook e fui prontamente socorrido. O Rafael Fidalgo e o Pablo Alessandre me enviaram dicas de como usar e vídeos. Vou reproduzir o vídeo que dá uma dica básica de como usar o eTrex 20, que é muito parecido com o 10 e o meu modelo, o 30. Depois que comecei a usar mais o GPS para aprender como funciona, cheguei à conclusão que para o meu tipo de uso, o eTrex 20 já estaria mais que suficiente, e o eTrex 10 faria tudo o que faço atualmente com o 30 (porque não me interesso por todas as funcionalidades do eTrex 30).

Uma dúvida minha era se durante o uso do aparelho ele perderia o trajeto marcado no caso da as pilhas acabarem, ou se eu resolver desligar o aparelho para comer ou acampar. O aparelho não deve perder o trajeto nestes casos.

Outra dica que o Rafael Fidalgo me passou é da possibilidade de carregar os track logs de outras pessoas por intermédio do programa Garmin Express, que deve ser instalado no PC. O arquivo de rota deve ser transferido via USB.

Eu acabei estudando mais o assunto e baixei alguns track logs pelo site Wikloc (dica que também foi passada nos comentários pelo leitor Leopoldino). Transferi os track logs pelo cabo USB sem ter que usar qualquer tipo de software ou aplicativo, agora preciso testar. Um dos track logs que baixei, quando aberto, acaba por desligar o aparelho, então é bom dar uma conferida básica antes de confiar no trajeto marcado por terceiros.

Vou testar e publicar textos e vídeos sobre o tema quando tiver mais tempo e paciência.

Depois de elaborar este texto, fiz vários testes quando ia de carro ao trabalho, e usei basicamente o mapinha que aparece na primeira opção do menu e a função “Gestor de Trajeto“, que me pareceu mais adequado para trilhas do que o “Planificador de Rotas“. Então complementei um pouco a postagem.

Existem poucos vídeos em português sobre o assunto. O vídeo abaixo é do canal do Rafael Zari, que mostra como fazer um rota e voltar por ela usando a função “Planificador de Rota“. Mas reitero que a opção mais interessante e fácil para marcar meu trajeto de caminhadas foi o “Gestor de Trajeto“.

2 comentários para “Informações básicas sobre o uso de GPS

  1. 7 de dezembro de 2017 at 14:42

    Salve Gasparello!

    Trago uma dica interessante que é o software brasileiro que te permite baixar, editar (juntar logs, cortar, tirar pontos duplicados…), criar rotas e enviar os tracklogs para o aparelho GPS. O nome é TrackMaker e possui uma versão freeware.

    Outra coisa é a comunidade colaborativa Wikiloc onde vc pode encontrar logs de alguma caminhada que vc deseja conhecer.

    Um abraço.
    Leopoldino

    • José Luciano Gasparello Filho
      8 de dezembro de 2017 at 23:04

      Dicas importantes Leopoldino!

      Baixei hoje um parecido, o BaseCamp! Mas por ora vou ficar só na parte básica de ir e voltar com o caminho marcado e também pretendo usar alguns track logs gravados por outras pessoas. Hoje mesmo já tinha baixado meia dúzia de trilhas no site da Wicloc (que eu já era cadastrado, mas nunca tinha usado)! Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

WP-SpamFree by Pole Position Marketing