Hinderer XM-18

Quando se fala de canivetes táticos, não se pode deixar de mencionar Rick Hinderer, afinal, a cutelaria mundial deu um enorme salto nos últimos anos e ele teve uma grande parcela de contribuição para isso. Famoso por produzir facas e canivetes táticos, suas peças são muito apreciadas por usuários, hobbistas e colecionadores do mundo inteiro.

A carreira de Rick Hinderer teve início em meados dos anos 80 como cuteleiro artesanal, época que suas obras estavam fora do cenário tático em que ele começava a se enraizar.

Ao longo dos anos, Rick canalizou sua atenção meticulosa ao desenho e a produção de facas funcionais, baseado em sua experiência no mundo real como bombeiro. E isso o diferenciou dos demais cuteleiros, hoje, sua filosofia de trabalho está profundamente ligada a experiência de uso de suas facas.

Rick mudara seu velho mundo combinando o conhecimento de socorrista à técnicas de fabricação modernas de precisão, mas sem abandonar o conceito antigo de arte. O resultado é lâminas táticas altamente funcionais, duráveis, confortáveis e de aspecto agradável.

Sua participação aparece em canivetes de diversas marcas como Zero Tolerance, Benchmade, Kershaw, Gerber entre outras.

A linha XM, de Hinderer, inclui três versões de canivetes, o XM-18 de 3 polegadas, o XM-18 de 3,5 polegadas e o XM-24 de 4 polegadas. Atualmente são quatro gerações que se diferenciam de acordo com o tipo da lâmina (drop point, tanto, spanto ou slicer), aço e acabamento.

O modelo apresentado é um Hinderer de segunda geração XM-18 de 3 polegadas “non flipper” (sem sistema de abertura tipo flipper), em aço Duratech 20CV e acabamento stonewashed.

Minhas primeiras impressões, quando adquiri o canivete, é que tudo nele parece muito sólido, rígido e os acabamentos são muito bem feitos. Um dos fatores que contribui para o alto preço é o material usado na produção. Entre eles está o titânio na trava Frame Lock em um dos lados, e o G10 texturizado e reforçado também com titânio do outro lado do cabo. As lâminas são compostas de super aços, tal como o Latrobe 20CV ou o Carpenter CTS-XHP ou ainda o CPM-S35VN.

O cabo mede um pouco mais de 4 polegadas e possui tala em G10 azul e preta esculpida em 3D, que pode ser facilmente removida e substituída por de diferentes cores. Apesar deste modelo ser o menor da linha XM, e que na minha opinião é o tamanho ideal para EDC, a ergonomia é bastante confortável. A tecnologia 3D utilizada impede o acúmulo de líquidos, tal como o suor, impedindo que fique excessivamente molhado comprometendo a firmeza da pegada.

Os parafusos são rebaixados no G10 o que faz com que as cabeças fiquem niveladas com o cabo. A lâmina abre de forma precisa e suave e fechar o canivete apenas com uma mão é bem fácil também.

Quando a lâmina está aberta, o pino de abertura ou “thumb stud”, se posiciona precisamente ao cabo, formando um bloqueio muito forte. O fato é que o pino de abertura se trava contra a moldura do cabo impedindo que em situação de estresse a força aplicada recaia somente sobre o pivô do canivete. Falando em pivô, este é de fabricação própria, produzido em CNC com aço inox 17-4 PH, o que garante precisão na peça. Ele também é perfurado e acoplado a um parafuso, fornecendo um sistema extremamente resistente e de fácil ajuste. A presilha de bolso é em titânio e pode ser configurada para transporte com ponta para baixo ou para cima.

Outra característica do canivete, e mais uma das inovações do Hinderer, é o sistema “Lockbar Stabilizer” para travas do tipo Frame Lock que, em resumo, se trata de um sistema que limita o sobrecurso da barra de trava do Frame Lock impedindo o fechamento acidental da lâmina. O Lockbar está presente em canivetes de várias marcas como o Strider, ZT e Spyderco, aliás, o Rotoblock é a versão ajustável do Lockbar criado pela Lion Steel sob autorização de Rick Hinderer. O Rotoblock é também utilizado em canivetes como o H.E.S.T. Da DPx, esse sistema permite o travamento da lâmina aberta e o uso do canivete simulando uma faca de lâmina fixa.

Não é fácil encontrar um desses a venda, nem mesmo nos Estados Unidos. Diretamente do site do fabricante só são vendidos para militares ativos, policiais ou bombeiros. Na revenda autorizada o XM-18 custa em torno de $ 390 USD. No entanto, a demanda é tão grande que alguns vendedores fecham a lista de espera, a demora costuma ser de vários meses e não é incomum encontrá-los sendo vendidos por terceiros a um preço três vezes maior.

Ivan Scarola é aventureiro, mateiro, colecionador de facas e canivetes táticos e também participa do Canal Acampamento Selvagem Brasil no Youtube.

9 comentários para “Hinderer XM-18

  1. Eduardo Manzano
    4 de março de 2013 at 15:45

    cara, sem palavras, SHOW de canivete!

  2. Guto
    4 de março de 2013 at 16:51

    Parabéns por mais um bom review sobre lâminas, Ivan. Você tem bom gosto para escolher as suas facas e canivetes. Linda peça. Abs.

  3. Ivan Scarola
    4 de março de 2013 at 20:04

    Muito obrigado Eduardo e Guto! Grande abraço para vocês!

  4. EDUARDO
    5 de março de 2013 at 14:52

    top de linha!!!
    parabens.

  5. Lopes
    6 de março de 2013 at 18:55

    SHOW, peça eterna. De extremo bom gosto e qualidade!!!

    E não posso deixar passar aquela Wildcat do Malkoff da segunda foto, que tal um review dela hen Ivan?? Haha
    Abraço!

  6. Ivan Scarola
    6 de março de 2013 at 20:34

    Obrigado Lopes. A Wildcat faz um par perfeito com o XM-18 e com certeza merece um review, vamos ver se mais pra frente sai um também. Grande abraço!

  7. Julio Guidi
    7 de março de 2013 at 00:02

    Sensacional!!! Aproveito para dizer que atraves dos reviews anteriores tais como Spyderco, Zero Tolerance, dentre outros, me fez dispertar uma nova paixão, “laminas” 😀 !!!

    Deixo aqui um link de um canivete que parece ter sido usado no filme “Os Mercenarios” quando Jason Statham estourou a bola de basquete no peito do cara:

    http://www2.knifecenter.com/item/HTMMFDRAXD55DLCAO/HTM-Knives-Darrel-Ralph-DDR-AXD-5-5-Assisted-5-12-inch-Black-S35VN-Blade

    O unico problema do canivete continua sendo o preço!

    Aproveito tambem para pedir opinioes sobre o Apex Edge Pro http://www2.knifecenter.com/item/EPA4/Edge-Pro-Apex-4-Knife-Sharpening-System

    Penso em adquirir o kit com pedras japonesas Chosera http://www.chefknivestogo.com/chedpro7pa.html

    Tudo isso é culpa do Ivan Scarola e do Helio Cabral Jr. (afiação) – cheguei ate a fazer os anguladores iguais ao do Youtube.

    Abraço pessoal e parabens pelo site!

  8. Ivan Scarola
    7 de março de 2013 at 16:16

    Obrigado Julio! Mas a culpa não é só minha… hehehe. O alto nível da informação que temos hoje no site é fruto de uma colaboração de várias pessoas dedicadas. Aqui tudo é bem organizado e o resultado não poderia ser outro a não ser novos adeptos nesse mundo tão encantador e atraente.

    Tanto o Apex Edge Pro, quanto as pedras japonesas, são sistemas de afiação excelentes. No Edge Pro, tudo fica mais fácil e preciso para quem gosta de praticidade. Já as pedras, requerem um pouco mais de treino e paciência no começo, mas depois é só alegria. Para mim, afiar usando essas pedras, funciona também como uma espécie de terapia.

    Agora sobre aquela faca da HTM, só posso dizer uma coisa: uma verdadeira tentação!

  9. Antonio
    23 de junho de 2015 at 21:43

    Ivan Scarola, boa tarde!
    Vc tem indicação de onde posso comprar uma Izula preta por um bom preço? Estou no Rio de Janeiro. Muito grato e um forte abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

WP-SpamFree by Pole Position Marketing