Como desinfetar a água

O melhor método para desinfetar água, em minha humilde opinião, é a fervura. Mas existem outros modos mais práticos. Dentre os produtos mais populares temos o hipoclorito de sódio (substância principal da água sanitária), o Hidrosteril e o Clorin. Não abordarei o Acquatabs por ser um produto importado e que ainda não tive acesso. Existe também o método de desinfecção solar (SODIS), entre outros. Apesar do iodo também poder ser utilizado em situações de emergência, seu uso é potencialmente danoso para a saúde e não será comentado neste artigo.

Água sanitária, Hidrosteril e Clorin

Fervura

Talvez não seja o método mais prático, mas é livre de produtos químicos. A água deve ser fervida por no mínimo 5 minutos, eliminando boa parte dos agentes patogênicos, com exceção do vírus da hepatite A, que só é eliminado em temperaturas superiores a 120ºC.

Água Sanitária (hipoclorito de sódio)

O método químico mais barato e acessível é a água sanitária, que quase todo mundo tem em casa. Este produto contém, geralmente, entre 2 e 2,5% de hipoclorito de sódio. O restante é apenas água. Apenas 2 gotas (não mais do que duas gotas) são suficientes para purificar 1 litro de água. Deixe o produto agir por entre 15 a 30 minutos.

ALERTA: Muita atenção à composição química da água sanitária. Se for diferente de água e hipoclorito de  sódio entre  2 a 2,5%, não use. O ministério da saúde, por meio dos postos de saúde, costuma distribuir gratuitamente embalagens de hipoclorito de sódio a 2%. Informe-se na sua cidade!

Dica: pequenos frascos com conta-gotas podem ser encontradas em farmácias de manipulação. Não tente “chutar” a quantidade na hora de desinfetar a sua água. A diferença entre o remédio e o veneno está somente na dose. Se não conseguir usar o produto em gotas, melhor não usá-lo.

Hidrosteril

O Hidrosteril, contém, basicamente, quase a mesma composição da água sanitária, porém com algumas substâncias a mais:  hipoclorito de sódio, cloreto de sódio (popularmente conhecido como sal de cozinha) e água deionizada (procurei saber mais sobre a água deionizada na Wikipédia, confesso que não entendi nada). Em minha opinião, a embalagem do produto é bem prática, evitando exageros na hora da aplicação do produto. Porém, o preço, se comparado com uma grande embalagem de água sanitária pode ser um tanto exagerado. O produto é basicamente água sanitária com adição de sal de cozinha, que tem um certo poder bactericida, e uma água com um nome bacana. De toda forma, gosto do produto pela praticidade da embalagem. Tal qual a água sanitária, bastam duas gotas para cada litro d’água. Segundo instruções do fabricante, é necessário aguardar 15 minutos para o produto agir.

Solicitei maiores informações por email para saber do fabricante sobre as vantagens de seu produto em relação ao simples uso do hipoclorito de sódio. Até hoje estou esperando a resposta.

Clorin

Ao invés do hipoclorito de sódio, o Clorin utiliza como produto químico principal o Dicloro-S-Triazinetrione de Sódio, segundo o fabricante, este composto atua de forma mais eficiente do que os hipocloritos (com poder bactericida centenas de vezes mais forte, claro, segundo o próprio fabricante), não deixa cheiro na água,  e possui uma data de validade mais extensa justamente por sua forma de pastilha, permitindo que seu princípio ativo só comece a agir quando em contato com a água. Vendido em práticas cartelas, é fácil de carregar e não tem o problema de derramar na mochila devido a um furo acidental na embalagem ou por descuido. Alguns alegam que é muito caro. Acho que os fabricantes cobram, entre outras coisas, pela praticidade, pela inovação e pela eficiência do produto. Use uma pastilha para cada litro de água e aguarde trinta minutos.

Para poder escrever com segurança estas poucas linhas sobre o Clorin, questionei o fabricante por email. Minhas respostas vieram tanto pelo meio eletrônico quanto por contato telefônico, o que demonstra uma empresa preocupada com seus consumidores. Por outro lado, argumentei com o fabricante que um poder bactericida 300 vezes mais forte que os hipocloritos era algo muito vago e gostaria de saber quais os agentes patogênicos o Clorin eliminava a mais que os hipocloritos. Ainda não obtive resposta para esta questão, mas caso a receba, atualizarei a postagem com as novas informações.

Desinfecção Solar (SODIS – SOlar water DISinfection)

É um método barato e livre de agentes químicos. Usa-se uma garrafa PET transparente aonde, obviamente, a água será armazenada. A garrafa deverá ser exposta aos raios ultravioletas do sol por algumas horas ou dias de acordo com a figura abaixo. É possível eliminar vários agentes patogênicos, se você tiver o interesse, mais uma vez vou deixar o link ao final do texto para maiores informações. Alguém sempre vai dizer que o plástico libera agentes cancerígenos quando aquecidos. Este blá-blá-blá de sempre. Use o método, se quiser.

Data 17 de dezembro de 2009; Origem http://commons.wikimedia.org/wiki/Image:Pictograms_SODIS.jpg?uselang=pt; Autor: André Teixeira Lima

Leia também:

14 comentários para “Como desinfetar a água

  1. Miguel
    9 de dezembro de 2013 at 17:22

    Bom texto/vídeo.

    Na questão de usar UV para esterilizar água existe também um produto pra aumentar a velocidade da reação, uma canetinha que emite UV direto na água. É a steripen, já viu uma dessas ou conhece alguém que tenha usado?

    Link do produto: http://www.steripen.com/

  2. Guilherme
    10 de dezembro de 2013 at 14:49

    Antes de adquirir o clorin, fazia da seguinte maneira: deixava uma garrafa pet com a água coletada, no sol para desinfectar e decantar umpouco da sujeira mais sólida e no final do dia fervia. União dos dois métodos. Hoje faço o mesmo so q as vezes não fervo coloco 2 clorins em 2 litros dágua e deixo no sol. Mais um detalhe, alguns amigos ja reclamaram do gosto e do cheiro q o clorim deixa, pra mim nunca incomodou. Independente da técnica a desinfecçao deve ser sempre bem feita e com antecedência pois a maioria leva algum tempo para consumir .

  3. 10 de dezembro de 2013 at 20:53

    Sempre surpreendendo esse meu amigo Tocandira!

  4. Márcio
    11 de dezembro de 2013 at 16:53

    Se não me engano o suco de limão acelera e muito o processo de desinfecção por raios solares. Eu sempre achei os métodos por Iodo e agua sanitária meio arriscados… de todos prefiro a fervura.

  5. 2 de janeiro de 2014 at 15:34

    Acho q a fervura + 2 gotinhas não mata ninguem

  6. José Alves Chaves
    11 de março de 2014 at 13:02

    Gostei muito do seu site, muito instrutivo, quando tiver mais novidades informe-me. Pois sou instrutor de Clube de desbravadores e são muito úteis as suas informações.
    Obrigado.

  7. Fernando Portela
    16 de março de 2014 at 17:02

    Olá! somente para esclarecer que a agua deionizada é a agua quimicamente pura, ou seja, composta principalmente por átomos H20, isenta dos sais que normalmente encontramos em águas minerais, como nitratos, Cálcio, Magnésio, Bario, Cadmio e outros metais pesados como o chumbo.
    O processo de obtenção pode até ser complicado, mas a definição é simples.
    No mais, ótimo artigo como sempre.

    • José Luciano Gasparello Filho
      17 de março de 2014 at 10:53

      Caro Fernando,

      Sou grato por sua explicação, muito fácil de compreender e veio a somar ao artigo que escrevi!

      Gasparello

  8. daniel
    29 de junho de 2014 at 18:28

    Hidrosteril e agua sanitária são a mesma coisa, mas esse primeiro mais caro rsrs, pois tem agua sanitária que tem também cloreto de sodio…

  9. Francisco José Alves Pinto
    15 de janeiro de 2015 at 14:50

    Bem outra vantagem bacana do Hidroesteril é o menor tempo para poder consumir a água e não deixar gosto residual de cloro

  10. Benevides De Sordi Junior
    6 de fevereiro de 2015 at 14:16

    Plásticos, quando aquecidos, geralmente liberam toxinas cancerígenas como a Dioxina, Bisfenol-A, não sei se pet é uma exceção? Não seria mais seguro usar garrafas de vidro no método solar?

    • José Luciano Gasparello Filho
      6 de fevereiro de 2015 at 18:37

      Usar o método SODIS com garrafas PET, dependendo o caso, pode ser a única alternativa para você não morrer de sede.

  11. Ademir
    23 de março de 2015 at 12:31

    Gasparello, tenho aqui em casa uma água sanitária da marca Suprema (www.sobelsuprema.com.br) que é praticamente igual ao Hidrosteril na composição. Além do hipoclorito a 2~2,5% tem tb o cloreto de sódio na composição junto com a água. O preço de um tubo de hidrosteril da para comprar uma embalagem de 2L desse produto. A validade é de 6 meses igual ao hidrosteril. Eu uso a embalagem do Hidrosteril vazia e encho com essa água sanitária e aplico uma etiqueta adesiva com a data de validade da embalagem grande. A quantidade usada é a mesma 2 gotas para cd litro a ser tratado. Fica aí a dica. Abços

    • Haroldo Meyer
      6 de outubro de 2016 at 17:40

      Sr. Ademir. A sua afirmação está correta. Eu também utilizo o hipoclorito de sódio a 2,5% (também conhecido como água sanitária). Para tratar 1 litro de água também adiciono 2 gotas do produto. Existem algumas lojas que vendem o hipoclorito com 12,5%. Assim fico mais barato ainda. Como o produto está bem mais concentrado pode-se pegar uma pequena porção utilizando uma seringa e fazer uma diluição até chegar aos 2,5%. (4 partes de água para 1 de solução). Caso queira um pouco mais diluída usa 5 por 1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

WP-SpamFree by Pole Position Marketing