Caroá (Neoglaziovia variegata)

Com altura de até 1 metro, folhas variegadas (manchadas com outra cor) e suculentas, armazenando boa quantidade de água que é procurada por animais da fauna local em tempos de seca. É encontrado em quase toda caatinga, com exceção da parte hipoxerófila e edáfica (mais úmida e com solo compactado), pois suas raízes são rizomas (caules horizontais, geralmente subterrâneos) que precisam crescer e emitir brotos aéreos.

Para um praticante de bushcraft ou aventureiro perdido, a importância do Caroá é certamente a água encontrada nas folhas e as fibras muito resistentes, excelentes para confecção de corda e amarração de estruturas como abrigos, armadilhas, etc.

No Ceará (onde resido), o município de Ibiapina (na Serra da Ibiapaba) era o principal produtor, mas gradualmente houve uma substituição pelo agave e depois fibras sintéticas.

Os espécimes mostrados no programa Desafio em Dose Dupla Brasil – Caatinga estavam provavelmente no estado do Piauí, devido à riqueza de registros rupestres ressaltada no episódio e de lá haver solos sedimentares arenosos, mais propícios ao desenvolvimento do Caroá. Na Serra da Ibiapaba (CE) a presença do solo arenoso explica a incidência da planta.

Meu contato com o Caroá foi em peças de artesanato e lembra muito o agave ou sisal.

Gilberto Pinheiro da Rocha. Reside em Hidrolândia/CE – sertão semi-árido.

Prof. de geografia e história. Colaborador na ASPEN (Associação dos Praticantes de Esportes da Natureza) – Sobral/CE

3 comentários para “Caroá (Neoglaziovia variegata)

  1. zito magalhães
    13 de dezembro de 2012 at 21:01

    Gilberto faz um trabalho incrível.Tive a oportunidade de ver algumas plantas da caatinga catalogadas por ele em algumas redes sociais.Uma grande iniciativa que favorece a nossa terra(hidrolândia).
    Parabéns!

  2. Gilberto Pinheiro da Rocha
    18 de dezembro de 2012 at 22:45

    Agradeço os elogios amigo.

  3. sylvia
    4 de outubro de 2016 at 01:20

    professor gilberto!? que foi professor do colégio Adail Freitas marinho? Não acredito que achei

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

WP-SpamFree by Pole Position Marketing