Arara-canindé

Nos meus passeios a pé ou de jipe é comum encontrar passarinhos dos mais variados no Cerrado, mas araras são um tanto raras de se ver na região que frequento. Num dia desses avistei uma arara-canindé (Ara ararauna, Linnaeus, 1758) no alto de uma árvore seca. Imediatamente, parei para fazer algumas imagens. Infelizmente, a posição do sol e a distância não eram favoráveis para imagens melhores, fiz o que pude para registrar o momento. A parte mais chata foi um cara de moto desconhecido passar pela estrada rural aonde eu filmava, parar, e ficar “urubuservando” com o motor da moto ligado. Evitei falar o que eu estava fazendo só para não satisfazer a curiosidade alheia. Detesto curioso. Quando recolhi o equipamento ele foi embora. Então montei o tripé e novamente captei algumas imagens sem o barulho do motor da moto. Felizmente, a arara aguardou pacientemente para fazer parte do canal Tocandira!

Veja também: