Algumas árvores

Dentre as atividades mateiras que realizo, a que tem me dado mais prazer é conhecer as árvores de minha região, principalmente aquelas que me fornecem frutos comestíveis ou alguma outra utilidade. Só procuro saber os nomes populares, primeiro porque não sou biólogo e, segundo, porque pretendo apenas saber de que forma cada planta pode me ser útil, mais nada.

Como uma coisa puxa a outra, acabo ficando curioso por várias outras espécies e também procuro conhecê-las, até mesmo na cidade. Acabei por conhecer espécies comuns, mas que são exóticas, ou seja, não são de minha região.

Recentemente resolvi conhecer as árvores plantadas no meu trabalho. Tirei algumas fotos e procurei identificá-las.

Dentre as exóticas mais comuns: a Flamboyant e a Mangueira (asiática). Uma espécie também exótica, muito comum em Brasília, é a popularmente chamada de Jamelão, uma planta indiana, que fornece frutos comestíveis. Os frutos mancham as ruas, roupas e automóveis com facilidade e são muito parecidos com o uvá-de-facho ou ubá, estas, brasileiras.

A exótica Flamboyant.

Jamelão

Fruto do Jamelão, comum em Brasília.

Os frutos do jamelão são comestíveis, porém mancham roupas, carros e calçadas.

No local aonde trabalho também existem alguns pés de castanha do Maranhão (cacau selvagem ou monguba), dentre outras denominações. Os frutos fornecem castanhas comestíveis e um pouco de paina, sempre útil para iniciar o fogo com pederneiras.

Os frutos da Castanha do Maranhão ou Cacau Selvagem.

Detalhe do tronco.

Também conheci algumas saboneteiras, ou saboeiro, que fornecem alguns frutos consumidos por morcegos. Os frutos podem fazer as vezes do sabão quando esfregados, daí alguns dos nomes populares da planta. Li algo a respeito de algumas propriedades dos frutos que podem ser úteis como fungicidas na produção de grãos e também como repelentes de insetos. É algo que fiquei com vontade de testar. Não consegui muitos detalhes, mas parece que a principal parte da planta usada como fungicida ou até mesmo repelente é o fruto amassado e misturado com água. Antes de sair por aí esfregando o fruto ao corpo, é interessante saber se não existem substância que podem manchar a pele quando em exposição ao sol, tal qual o limão. Parece que o sabão pode ser extraído fervendo alguns poucos frutos em um litro de água por 2 minutos.

Frutos do saboneteiro ou saboeiro

A seguir, as goiabas e mangas do local!

Goiabeira

Mangueira

Este é um dos passatempos mais prazerosos que tenho ultimamente: identificar as plantas pelos lugares aonde passo!

 

6 comentários para “Algumas árvores

  1. jorge
    3 de maio de 2013 at 23:05

    hoby, legal.
    estarei acompanhando sempre.

    • José Luciano Gasparello Filho
      4 de maio de 2013 at 09:14

      Valeu por comentar Jorge!

    • Marcia Leny costa ribeiro
      29 de outubro de 2017 at 11:37

      Muito legal lidar com a natureza e respeita lá.Me recordei da infância quando brincava com saboneteira

  2. Sato
    6 de julho de 2013 at 15:25

    Achei um texto em pdf da embrapa sobre a saboneteira:http://www.cnpf.embrapa.br/publica/circtec/edicoes/circ-tec116.pdf

    • José Luciano Gasparello Filho
      7 de julho de 2013 at 17:20

      Muito obrigado por compartilhar o material !

  3. 21 de abril de 2016 at 14:49

    ZÉ, BOM DIA!
    VOCE SABERIA O NOME CIENTIFICO DA ARVORE QUE DA A ERVA SABÃO??

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

WP-SpamFree by Pole Position Marketing