Aço Carbono – Classificação SAE

Motivado pelo meu amigo Gilberto Pinheiro da Rocha, de Hidrolândia-CE, resolvi aprender um pouco mais sobre a classificação SAE, para compreender sobre alguns tipos de aço frequentemente utilizados por cuteleiros artesanais. Vou escrever um pouco do que aprendi e também disponibilizar os melhores links que consultei para aprender sobre o assunto.

Diversas instituições normativas pelo mundo estabeleceram critérios para a designação de aços, entre as mais famosas temos:

  • SAE – Society of Automotive Engineers (EUA);
  • AISI – American Iron and Steel Institute (EUA);
  • DIN –  Deutsches Institut für Normung (Alemanha);
  • ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas (Brasil).

Quando falamos em aço carbono, a classificação SAE é a mais utilizada pelo mundo. A classificação é feita com 4 ou 5 algarismos. Segundo a Wikipédia: “os 2 dígitos finais XX indicam os centésimos da porcentagem de C (Carbono) contida no material, podendo variar entre 05, que corresponde a 0,05% de C, a 95, que corresponde a 0,95% de C. Se a porcentagem de C atinge ou ultrapassa 1,00%, então o final tem 3 dígitos (XXX) e a classificação tem um total de 5 dígitos“.

Veja uma pequena lista de exemplo copiada do fórum Cutelaria Artesanal:

  • SAE 1XXX – aço-Carbono
  • SAE 2XXX – aço-Níquel
  • SAE 3XXX – aço-Níquel-Cromo
  • SAE 4XXX – aço-Molibdênio
  • SAE 5XXX – aço-Cromo
  • SAE 6XXX – aço-Cromo-Vanádio
  • SAE 7XXX – aço-Cromo-Tungstênio
  • SAE 8XXX, 93XX, 94XX, 97XX e 98XX– aço-Níquel-Cromo-Molibdênio
  • SAE 92XX – aço-Silício-Manganês

Vemos constantemente a designação do aço SAE 5160 (ou ABNT 5160) como o aço utilizado por cuteleiros artesanais. Quando o aço tem esta designação, a matéria prima para a elaboração da faca pode ter sido conseguida a partir de uma mola de automóvel. Também é muito comum a construção de facas a partir de uma lima de boa qualidade, geralmente fabricada com aço SAE 1095. Já o aço SAE 52.100 pode ser conseguido a partir de rolamentos, e tem fama de produzir facas com ótima afiação e retenção de fio. Estas três designações são bem comuns em cutelaria artesanal e são aços que podem produzir ótimas lâminas. Qual o melhor aço? O resultado de uma boa faca depende da técnica do cuteleiro, onde entram a têmpera, o revenimento e a experiência!

  • SAE 1095: aço com 0,95% de Carbono em sua composição;
  • SAE 5160: aço contendo entre 0,70% e 1,20% de Cromo e 0,6% de Carbono em sua composição;
  • SAE 52100: aço contendo entre 0,70% e 1,20% de Cromo e 1% de Carbono em sua composição.

Por fim, quanto mais carbono, mais dura, portanto, menos flexível será a lâmina.

Não pretendo me aprofundar mais do que o necessário neste assunto ou ser mestre no conhecimento dos aços. Se você quiser saber mais, consulte os links abaixo:

Leia também:

  • Tipos de Desbaste (perfis de corte) e Afiação;
  • Facas em aço carbono ou inox?
  • 6 comentários para “Aço Carbono – Classificação SAE

    1. Gilberto Pinheiro da Rocha
      11 de outubro de 2012 at 17:09

      Boas informações. Já dá para ter uma ideia melhor do que procurar quando se trata de faca artesanal.

    2. Flavio
      13 de outubro de 2012 at 16:54

      Excelente artigo.

    3. Frederico da Silva Hermenegildo
      23 de outubro de 2012 at 07:37

      O Gasparello, a sorte dos leitores de Tocandira é ter um cara que, como vc procura algumas respostas para postar, antes que alguém pergunte porque às vzs a duvida pode ser de muitos. Parabéns pelo escelente trabalho.

    4. 19 de março de 2013 at 21:11

      Muito bom trabalho Gasparello! Parabéns!

    5. rafael augusto de lima dos reis
      17 de novembro de 2014 at 19:49

      Muito obrigado pelo seu trabalho e empenho espero que mantenha o ritmo estou começando a me aprofundar agora e o seu trabalho é muito inspirador

    6. João Bosco
      13 de outubro de 2016 at 23:47

      mt bom artigo! aço é fascinante

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    WP-SpamFree by Pole Position Marketing