A Luta pela Vida

Algum tempo atrás escrevi um texto revelando minha posição contrária à caça esportiva, salvo raras exceções em momentos de desequilíbrio de espécies exóticas – inseridas em um habitat diferente que o natural – e também excetuando a caça destinada à sobrevivência de povos que vivem afastados dos grandes centros e que tenham na caça uma forma de subsistência ancestral.

 

Luta pela vida.

Recebi comentários de apoio e também muitos comentários contrários à minha posição, como se fosse uma heresia defender a preservação da natureza e de seus animais, cuja perda de grandes troféus para caçadores, pode resultar num enorme desequilíbrio em grupos que vivem em sociedades complexas. Por exemplo, a morte de um grande leão macho alfa de um bando pode desencadear a matança de seus filhotes na luta pelo trono vago. Isso é só um exemplo da perversidade deste tipo de caça, porque ainda existe o prejuízo genético, uma vez que os alvos procurados serão os mais fortes e capazes de passar suas características para as gerações subsequentes.

Um dos maiores argumentos de quem defende a caça esportiva é o fato de que o dinheiro pago para liberar as caçadas é supostamente empregado para a defesa de animais e parques nacionais. Ora, se alguns pagam para caçar por altruísmo, seria mais interessante doar este dinheiro para a manutenção dos parques ecológicos e para a pesquisa da vida selvagem sem que houvesse a perda de qualquer espécime.

 

Foto de uma caçada legalizada, mas seria ética?

Outro argumento seria que este poderia ser o único modo de controlar a caça ilegal. Bom, a caça ilegal é difícil de controlar em qualquer lugar, mas nos casos mais medonhos, as pessoas precisam gastar quantias consideráveis para matar animais inexistentes ou pior, já extintos em seus países de origem. Safáris de observação da vida selvagem dão certo há muitos anos, incentivar o turismo para caçadas não é, em minha opinião, a melhor saída.

Em um mundo aonde pessoas supostamente esclarecidas ainda defendem ditadores em repúblicas de bananas, nada me surpreende. Mas a mudança na mentalidade humana é urgente, porque a natureza está sendo dizimada a passos largos. Estamos exaurindo as reservas naturais em busca da satisfação e sobrevivência da única espécie dominante no planeta, mas o fato é que a destruição da natureza resultará na extinção humana.

Meu texto sobre a caça e os diversos comentários prós e contras você lê no link abaixo:

  • A caça de animais silvestres.
  • A fonte da primeira foto: http://g1.globo.com/natureza/noticia/2014/10/ataque-certeiro-de-leao-mata-gnu-em-menos-de-um-minuto.html
  • A fonte da segunda foto: http://virgula.uol.com.br/diversao/televisao/apresentadora-recebe-ameacas-apos-postar-foto-de-leao-morto-em-caca-na-africa-do-sul

 

13 comentários para “A Luta pela Vida

  1. Eloisio Canto
    9 de outubro de 2014 at 13:38

    Concordo plenamente com a sua posição quanto à caçadas. Sou contra a morte de qualquer animal sem a necessidade de que sirva de alimento.

  2. 9 de outubro de 2014 at 20:52

    É isso ai ta dado o recado mais um vez,
    Apoio.

    • José Luciano Gasparello Filho
      12 de outubro de 2014 at 13:37

      Vou insistindo com algo que considero uma mensagem positiva.

  3. Anderson Moscoso
    9 de outubro de 2014 at 23:47

    Concordo com você também Gasparello, e ainda digo mais eu entendo que caçar apresenta um certo prazer, contudo não podemos destruir a natureza, e além do mais me lembrei de um post bem interessante que você fez, sobre uma caçada, mas em vez de atirar se tira fotos, eu acredito que as técnicas de rastreio sejam muito semelhantes e se eu não me engano foi Araquem Alcantara que falou algo bem interessante mais o menos assim:

    “A fotografia da natureza é o instinto da caça, a arte de caçar sem a vontade de matar, você rastreia, mira e clack em vez de ter um morto você tem um eterno”.

    Hoje me interesso bastante pela fotografia e logo logo estou pensando em ir ao mato para uma expedição fotográfica para “caçar” animais e então fotografa-los

    Mais uma vez bom post!!!

    • José Luciano Gasparello Filho
      12 de outubro de 2014 at 13:35

      Eu comprei uma máquina bacana recentemente para ter como passatempo as fotos da vida natural. Agora só falta aprender um pouco sobre fotografia! A emoção da espera, da procura pelo animal pode ser equivalente à emoção da caçada, mas você não mata, eterniza!

  4. Paulo Andreotto
    10 de outubro de 2014 at 15:00

    Mais uma vez, perfeita tua colocação/posição em relação ao tema. Compartilho de tua opinião, penso da mesma forma.
    Muito bacana tb a frase do Araquem Alcantara que o Anderson postou acima, já era admirador do trabalho e da pessoa dele e agora sou ainda mais…

    • José Luciano Gasparello Filho
      12 de outubro de 2014 at 13:36

      Aos poucos vou divulgando vídeos que incentivem a preservação. Infelizmente, são os vídeos mais difíceis de produzir e os que dão menos audiência.

  5. Fabio
    14 de outubro de 2014 at 12:30

    pelo post

    parabens pelo blog, acompanho sempre.

  6. Henry
    15 de outubro de 2014 at 03:44

    Eu acredito que nós não vamos precisar de chuva de meteoros, dilúvio ou explosão do sol para nossa extinção. A nossa ignorância vai fazer isso aí.

  7. Gabriel
    25 de dezembro de 2014 at 00:31

    Quando o homem mata um tigre, é esporte. Quando o tigre mata o homem é ferocidade. Esse nosso mundo é +/-

  8. Fabio
    25 de janeiro de 2015 at 22:35

    Penso que caçar especies raras ou vulneráveis é totalmente errado e deve ser coibido com firmeza, por outro lado especies como jacarés no pantanal, porcos do mato na mata atlântica que ainda existem em grande quantidade não vejo como algo terrível, pois tenho amigos guardas florestais que me falam que se o pessoal viesse e caçasse 1 ou no máximo 2 não teria problema nenhum..o problema é que os caçadores querem encher 1 ou 2 freezeres…. por que se você analisar a porcentagem da população que caça é ínfima..

  9. pamela
    21 de novembro de 2015 at 18:51

    Essas pessoas que fazem isso com esses animais são arrogantes, que não tem amor no seu coração, são pessoas que deviam ser mortas também!!!!! Como eles consegue matar um animal tão lindo, tão maravilhoso, uma obra de Deus, tinha que ter pena de morte para eles também!!!!

    • José Luciano Gasparello Filho
      26 de novembro de 2015 at 12:54

      Muito da beleza da vida está na forma como evolui, que acontece de forma natural e não orquestrada por seres míticos, como as fadas, os duendes ou os Smurfs!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

WP-SpamFree by Pole Position Marketing